Tratamentos medicinais

Nutrição

A preocupação com a nutrição começou há vinte e cinco séculos atrás, quando Hipócrates afirmava que “o alimento seria o teu remédio”. Observou também que os indivíduos obesos morriam precocemente. Para Hipócrates, a atividade física e a alimentação eram fatores preponderantes para a saúde, pois preservavam-na e suplementavam a medicina que alterava o corpo, mudando do estado adoentado para o normal.

Por volta de 1990 até os dias atuais iniciou-se uma nova era, a biológica, que visa determinar as relações entre os nutrientes, seus exatos papéis biológicos, e as necessidades dietéticas humanas.

Esta preocupação continua, e verificamos ter a nutrição um papel importante na prevenção de doenças. À medida que a ciência evolui, com uma velocidade fenomenal, mais evidências do papel positivo da alimentação são encontradas a cada dia.

Nos dias de hoje a nutrição atua de forma terapêutica e preventiva visando saúde, bem estar, satisfação e qualidade de vida nas diversas necessidades do ser humano, tais como; obesidade, distúrbios do metabolismo (diabetes, colesterol, ácido úrico), dietas especiais (gestante, gastrite, stress), tratamentos estéticos (rejuvenescedor, estrias, flacidez, celulite) e também na orientação específica à praticantes de esportes e atividades físicas.

A nutrição atua e se faz necessária em todas as fases da vida desde o nascimento, infância, adolescência, fase adulta até a 3ª idade.

A abordagem/terapêutica nutricional é personalizada e individualizada, considera o estilo de vida do paciente, sexo, atividade física, hábitos alimentares, objetivo de tratamento e também aspectos emocionais que interferem na escolha de uma alimentação saudável.

  • Evite permanecer longos per íodos sem se alimentar. O ideal é fazer pequenas refeições a cada 3 horas.
  • Procure fazer uma alimentação sempre colorida, pois assim você estará ingerindo os diferentes nutrientes necessários para o bom funcionamento do seu organismo.
  • A ingestão de água diária deve ser em torno de 2 litros, preferencialmente longe das refeições.
  • Aumente o consumo de alimentos integrais, como arroz, pães e biscoitos.
  • Mastigue bem os alimentos. A digestão começa na boca, e assim haverá melhor aproveitamento dos bons nutrientes.